terça-feira, 5 de novembro de 2013

Voltando para Malacandra

            Raptado da Terra por dois cientistas loucos  para servir de oferenda a uma divindade alienígena, o filólogo Ransom foge e se perde pelas paisagens do mundo de Malacandra, onde a própria distinção entre mineral, vegetal e animal e' um enigma por si só, sendo acolhido pelo povo horsa. Assim, inicia sua jornada aprendendo com cada uma das 4 especies alienígenas os segredos milenares do planeta e o real motivo de vinda ate' la'.
Após fazer uma analise básica de  Além do Planeta Silencioso
em http://letraseaventura.blogspot.com.br/2013/11/alem-do-planeta-silencioso.html , retorno agora com alguns ótimos momentos de reflexão do livro, estrelados pelos povos de Malacandra.

  Os Horsa: Com uma cultura muito semelhante aos hobbits de Tolkien, mas com um fisico e elementos culturais semelhante aos Ewoks de Guerra Nas Estrelas (Sera essa a fonte de George Lucas?), essa e' a resposta quando o humano pergunta porque ninguém daquele povo faz qualquer coisa que gosta, como comer e caçar, em excesso:  Quando você faz algo que gosta aquilo continua muito tempo depois, se repetindo de forma diferente cada vez que você lembra, descobrindo mais sobre aquele momento, ate' poder transforma-lo em poesia e imortaliza-lo. 

   Os Seroni: Fisicamente lembrando uma mistura entre elfos e gigantes, com uma cultura super refinada focada na astronomia, Falam o seguinte dos outros povos :Para os Horsa tanto faz se você conseguir algo ou não, desde que resulte numa bela poesia. Já o Pififtriggi preferem fazer coisas muito bonitas ou muito complicadas, mesmo se imuteis, não fazendo coisas simples que poderiam facilitar o dia a dia. No entanto, a dedicação poética dos primeiros e' que permite a existência da língua fala e o prazer no manufatura dos segundos que resulta na tecnologia do planeta.

   Os Pfifltriggi: Fisicamente lembrando um homem sapo e mentalmente lembrandos os anoes classicos, mineiros e artesaos, assim questionam o  sobre a divisão de trabalho operário e intelectual da produção tecnológica humana: Como alguém pode saber o que e' trabalhar com ouro se não o extrai de suas cavernas, passa dias ser ver a luz do sol ate aprender a distinguir cada tipo de minério e trabalhar com ele a ponto de senti-lo fluir dentro de si? 

   Os Eldila:Seu corpos são feitos de uma matéria tao diferente que podemos dizer seu corpo não e' humanoide, mas sim suas almas, diferindo de qualquer criatura viva da Terra e de Malacandra, no limite entre o orgânico e o inorgânico, assim falam com um dos cientistas humanos: Você adquiriu grande conhecimento de fisica em seu mundo e por isso conseguiu construir sua nave espacial, mas fora isso, todo restante de sua mente e' de um animal.