domingo, 4 de maio de 2014

Universo Valiant 3

Olá meus amigos!

Universo Valiant 3, Harbinger, Blooshot, mutantes, HQmaniacs, editora HQM, Joshua Dysart, Pere Pérez

           Lançada na vigésima edição da Fest Comix ( parabéns aos excelente organizadores) e com a presença do escritor Joshua, da séria Harbinger ( que é super gente fina), finalmente tenho em mãos a Universo Valiant número 3. Vamos à resenha:
                Bloodshoot: Aqui o supersoldado Ciborg Bloodshot se surpreende com a ala chamada de Berçário onde crianças paranormais eram usadas como cobaias pelo projeto secreto Espíritos Ascendentes. Tendo que lidar tanto outros ciborgs assassinos como ele quanto com a crianças mutantes loucas por vingança contra o projeto!
                Interessante que me vêem a cabeça a sequência de filmes Soldado Universal , onde soldados mortos em guerra eram”reativados” com partes biônicas como um esquadrão especial do governo, até alguns deles começarem a reaver suas memórias, um pouco semelhante aos soldados do projeto secreto (incluindo o próprio herói), o que levanta a pergunta interessante: Até onde os agentes inimigos realmente acreditam que estão lutando pela humanidade contra as “crianças mutantes” e até onde há lavagem cerebral que faz eles se considerarem heróis , como era o p´roprio Bloodsoht antes de se libertar de sua programação?
                  Harbinger: Finalmente temos a origem da heroína Zaphir e seu papel fundamental para salvar seus amigos do  projeto secreto Espíritos Ascendentes (sim! Os vilões do nosso ciborg favorito estão tentando capturar mais gente pro “Berçário”). Muito legal é ver não apenas uma NERD ganhando poderes, mas ver como sua ligação forte com os quadrinhos serve não como fuga da realidade, mas como uma forma integrá-la e reconstruí-la.
                A seguir, o líder dos Harbinger tenta coordenar a fuga desencadeada Faith (Zaphir) assim como descobrir o que realmente fazer. O que os lida aos outros heróis? Por que não largar todo mundo, se render ou virar um vilão? A resolução das dúvidas do psíquico Peter Stanchek auxiliará na criação definitiva para a primeira equipe de super-heróis do mundo de Valiant!
                Aqui desejo abrir um pequeno parênteses: até o momento temos duas megacorporações equivalendo a versões mais sombrias da SHIELD ( na verdade uma mistura Arma-x, Sentinelas e MIB,) e da Mansão X (numa mistura de Lexcorp e Instituto Xavier), lutando entre si pelo monopólio dos super-humanos do planeta, que culminará na edição seguinte na “Guerras Harbinger”, onde os heróis das 2 séries se encontrarão no meio dessa guerra para ou salvar os paranormais perseguidos ou enfrentarem os mais psicóticos.

 Algumas vezes penso como o motivo pelo qual essa estrutura prende tanto a narrativa por ser paralela a um evento real: briga entre corporações que ocorre desde a escola, com as múltiplas panelinhas lutando entre si pelos melhores, passando depois para as disputas entre “tribos” de jovens e chegando até facções políticas e corporativas. Alguns disputados por todas, outros rejeitados por todas e outros em dúvidas cruéis sobre onde ficar para o bem tanto de si quanto daqueles que amam. Nas tramas da Universo Valiant, temos justamente aqueles que, num mundo fictício, resolveram criar sua própria opção e as lutas para conseguirem mantê-la, descobrindo assim quem realmente são e o que podem se tornar.

Foto : Acervo pessoal
Para mais, visite : http://www.hqmaniacs.com/editora/
E, mais sobre a Fest Comix: http://festcomix.com.br/joshua-dysart/