sexta-feira, 28 de agosto de 2015

O traça

Aqui falarei não de um livro , mas de um vilão baseado em  livros!

No seriado do Batman dos Anos 60 tivemos vários vilões temáticos cujos poderes e crimes eram baseados em algum objeto ou habilidade: Chapeleiro Maluco, Rei Relógio, o Pinguim (que no seriado se focava apenas nos seus guarda-chuvas especiais), Rei Tut(fanático pelo Egito Antigo), entre outras. E aqui aparece O traça!
         Originalmente surgido na primeira temporada , interpretado por Roddy MaDowall, o vilão usa livros especiais para realizar seus crimes, além de soltar enigmas na forma de citações literárias! Seus capangas não o seguem por lucro, mas por admirarem sua memória fotográfica e sua cultura enciclopédica.
       Desta forma, surge a grande pergunta: por que alguém assim seguiria o mundo do crime? Porque ele acha que conhecimento é sinônimo de sabedoria, acumulando milhares de informações sem refletir sobre elas. E aí daquele que achar um erro nos seus conhecimentos! Desta forma seu mal encontra-se na sua arrogância e ganância desenfreada. Ele sofre da mesma patologia mental dos outros vilões do seriado: desejo de fama e fortuna a qualquer preço, com os livros não sendo para ele diferentes das jóias, chapéus, guarda-chuvas ou outros itens que os outros vilões apenas buscam os mais raros para se auto-promover ao invés de criar algo novo por conta própria.

      Ele difere da dupla Batman e Robin, que busca sempre refletir sobre cada conquista em todas as áreas do conhecimento( o que vemos sempre no início de cada episódio)  e criar elementos novos (os quais normalmente viram super-equipamentos para usarem no combate ao crime).
     Para quem curtia o seriado recomendo a leitura do encadernado Batamn66, onde temos uma série de histórias continuando o seriado, com o desenho e coloração baseado nos atores e design do seriado e com muuuuitas piadas!