segunda-feira, 2 de maio de 2016

Uma Aventura de Verne e Mauá - Mil léguas transamazônicas

Quadrinho nacional steampuk! 3 palavras que dão uma noção básica desse "graphic novel" lançado pela dupla Will (arte) e Spacca(roteiro) através de financiamento coletivo.
Capa e contra-capa da minha edição
        Já conhecia a obra de Will pela editora Nemo, onde consumi basicamente todo material que ele produziu lá, especialmente as aventuras do capitão Nemo. Quando estava no Festival Guia de Quadrinhos vi ele vendendo sua obra e não resisti a comprar um exemplar autografado pelo cara que se mostrou super gente fina!


          Júlio Verne é um dos maiores escritores do século 19 e um dos pais da ficção científica atual. O gênero que escrevia era denominado Viagens Maravilhosas, pois era justamente a ideia de como a combinação de coragem e inteligência  da humanidade é capaz de de ultrapassar qualquer barreira, indo de locais desconhecido da Terra até a Lua, com engenhos descritos com alta precisão de acordo com as mais recentes descobertas científicas de sua época.
         Já o Barão de Mauá, titulo dada ao empresário Irineu Evangelista de Souza, é um dos primeiros grande industriais do nosso país, trazendo boa parte de nossa primeira tecnologia ferroviária da Inglaterra pra cá e marcado por altos conflitos com o governo brasileiro.
Autografo do Will!!!
           Nessa história fictícia os 2 unem-se para um super-projeto de transporte para atravessar o país. Ao mesmo tempo múltiplas guerras ( que realmente existiram e cujos danos não resolvidos estourariam na Primeira Guerra Mundial) colocam nosso país no meio do fogo cruzado, para o desespero dos aventureiros.
            Ao longo da narrativa múltiplas lendas marcantes do século 19, algumas até hoje sem respostas sobre sua verdadeira natureza, se encontram com os ilustres exploradores.E não dá pra deixar de chamar de lenda ( em seu sentido mais positivo possível) o convidado extra que terão, alguém que até hoje marca o quadrinho nacional.